Nenhum comentário

Cães são treinados para ajudar a detectar COVID-19

Cães farejadores são treinados para detectar o vírus
Especialistas acreditam que o Covid-19 pode mudar o odor corporal de uma pessoa e assim, os cães possam detectar –
Foto: Reuters/Matthew Stock 2018

Como acontece em desabamentos de edifícios, pessoas perdidas, campos minados e tantos outros eventos, cães farejadores são chamados para auxiliar os trabalhos de bombeiros, militares. Desta vez, são os médicos que serão socorridos pelos cães farejadores que estão sendo treinados para ajudar na pandemia do COVID-19.

A ONG Medical Detection Dogs, a Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres (LSHTM) e a Universidade de Durham, todas da Inglaterra estão treinando os cães farejadores para detectar pessoas infectadas com o coronavírus.

Para os cães da entidade, esse trabalho não é novo. Pois, já foram treinados e trabalharam na detecção dos marcadores bioquímicos de doenças como da malária, do câncer e do mal de Parkinson.

Para a co-fundadora e CEO da MDD, Claire Guest, esse é um método eficaz, não invasivo. E isso, que possibilita que os testes sejam usados em pacientes que realmente necessitam, uma vez que, faltam testes em todos os países do mundo. Por isso, os cães farejadores estão sendo treinados diariamente e estarão preparados para o trabalho em seis semanas.

Cão farejador em treino – Foto: MedicalDetectionDogs

“Cães de detecção podem ser usados ​​nos aeroportos para identificar rapidamente as pessoas portadoras do vírus”. Isso ajudaria a evitar o ressurgimento da doença depois de controlarmos a atual epidemia”, informa Steve Lindsay, do Departamento de Biociências da Universidade de Durham.

Leia também: As diferenças entre o coronavírus em humanos e pets

O professor James Logan, chefe do Departamento de Controle de Doenças da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres e diretor da ARCTEC, completou: “Nosso trabalho anterior demonstrou que os cães podem detectar odores de humanos com uma infecção por malária com precisão extremamente alta – acima do Normas da Organização Mundial da Saúde para um diagnóstico.

Essa nova ferramenta de diagnóstico pode revolucionar a resposta ao COVID-19 em curto prazo, e, com auxílio desses valentes cães farejadores será profundamente impactante para a humanidade.

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu