Nenhum comentário

Pets ganham novas terapias

Novas terapias para pets proporcionam bem-estar para os animais
A Medicina Veterinária Integrativa oferece muitas possibilidades de terapias

Os tratamentos diferenciados tem ganhado cada vez mais adeptos entre os humanos e estes, também querem o mesmo para seus pets. Por isso, novas terapias para pets estão ficando populares entre os tutores.

A Medicina Veterinária evolui constantemente e, ao reunir diferentes especialidades nos tratamentos propostos, surgiu a Medicina Veterinária Integrativa.

Reconhecidas pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária – CRMV, a Homeopatia e a Acupuntura foram as duas primeiras técnicas a serem solicitadas pelos tutores e, hoje, muitas outras estão à disposição dos pets, para tratá-los de forma mais ampla e na busca da causa, não somente para minimizar sintomas.

Para a diretoria da Comissão de Homeopatia Veterinária CRMV-SP, a busca por tratamentos holísticos – que analisam o animal como um todo – segue uma tendência da sociedade em geral.  Para a comissão, atualmente, as pessoas estão buscando equilíbrio mental, emocional, orgânico e metabólico e, isso também reflete no cuidado com pets, querendo um tratamento holístico para o cão ou gato, com uma visão do todo e não focada somente nos sintomas ou na doença.

Entre as novas terapias para pets estão algumas já consagradas para o tratamento dos humanos, como os florais, a cromoterapia, a aromaterapia, kinesioterapia. reiki e ozonioterapia.

Leia também: Acupuntura como terapia alternativa para pets

A cidade de Ribeirão Preto é a sede da Associação Brasileira de Medicina Veterinária Integrativa. Esta é uma entidade sem fins lucrativos que visa contribuir para o desenvolvimento científico, tecnológico e cultural das diversas áreas que a abrangem, por isso, realiza parcerias em projetos diversos com Universidades, Institutos de Pesquisa, Sociedades, Associações, entre outras. Dessa forma, estimula a pesquisa e luta pelo ensino integrado, conforme descrito no site da ABMVI .

Conheça cinco das novas terapias para pets

REIKI

Atualmente, a terapia Reiki é uma das mais populares, seguida da Acupuntura, no tratamento de animais. Trata-se de um sistema de cura  a imposição de mãos para transferir “energia vital universal”. A busca é para promover, de forma integral, o equílibrio e, com ele, o bem-estar e a qualidade de vida do paciente. O Reiki deve ser entendido como um suporte de cura e que potencializa o equilíbrio energético do pet, porém, não substitui a análise clínica do Veterinário.

A Veterinaria Integrativa é formada por várias terapias, o Reiki é uma delas
Crédito foto: Mike McGuigan – Reiki profissional

HOMEOPATIA

A homeopatia chegou ao Brasil na primeira metade do século 19, mas, entrou em declínio nos anos de 1920, porém voltou ser popularizada 50 anos depois.

A homeopatia é um tratamento bastante pessoal, sendo desenvolvidos medicamentos específicos para o tratamento de um pacimente, humano ou pet. Eles tomam como base a “Lei dos Semelhantes” , que preconiza que as substâncias da natureza têm potencial de curar os mesmos sintomas que produz.

Um dos casos mais famosos foi o da cadela Luna, diagnosticada com tumor de medula em abril de 2017 e tinha dores agudas e dificuldades de locomoção.

Após um início de tratamento com a quimioterapia, o que piorou o quadro geral, Luna mudou radicalmente o tratamento e, assim, passou a ser medicada com Viscum album, uma erva com poderosas propriedades curativas.

Depois de vários meses lutando pela vida e fazendo uso da homeopatia, Luna fez um Raio-X em janeiro de 2018 que surpreendeu os veterinários, pois, o mieloma havia desaparecido.

Uma informação importante é que o tratamento homeopático foi acompanhado de uma dieta com Alimentação Natural, prescrito especialmente para Luna.

OZONIOTERAPIA

Criada na Alemanha, durante a Primeira Guerra Mundial, a técnica utiliza-se do gás ozônio para combater fungos, vírus, bactérias e estimular o sistema imunológico.

Entre as principais indicação da terapia, como tratamento complemntar,  estão a doença do disco intervertebral e várias inflamações das articulações  ligamentos, tendões e músculos; osteomielite, feridas contaminadas, infecção do trato urinário, fistulas e abscessos, piodermites, dermatopatias alérgicas e queimaduras.

Também como auxiliar no tratamento do câncer e inda para minimizar os efeitos colaterais de quimioterapia.

FLORAIS

Utilizando essências florais naturais, essa terapia pode ser aplicada à diferentes situações como estresse, agressividade, depressão,desespero, medo, solidão e outras variações emocionais.

Animais rejeitados ou abandonados pela matilha ou pelos tutores, tendem a desenvolver um temperamento inseguro, com dificuldades de socialização, aprendizado e sempre desconfiado.

O uso de florais para os cães pode  ajudar a controlar ansiedade
Florais podem ajudar no tratamento da agressividade

Isso é reflexo do medo e que vai atingir diretamente seu organismo, que poderá apresentar  problemas de pele, queda de pelos ou sintomas gastrointestinais, entre tantos outros.

Com o tratamento, esses sintomas vão desaparecendo. Assim, o pet vai adquirindo confiança e sentindo-se mais seguro com relação aos humanos e também com outros pets, ampliando sua qualidade de vida.

 RADIESTESIA

Formada da junção dos termos radiu, que em latim significa radiação, e do termo grego aisthesis, que significa sensibilidade.

Desta forma, a radiestesia pode ser entendida como a sensibilidade às radiações ou, de forma mais ampla, a capacidade de captar irradiações e energias emitidas por quaisquer objetos.

Como todos os seres vivos recebem diferentes cargas energéticas diariamente. Essas cargas podem alterar o estado físico e emocional de pessoas e animais, por isso, é preciso estabilizar e harmonizar essas energias, para garantir bem-estar.

Essas cinco novas terapias para pets estão entre as mais populares, mas, como já foi informado no início do textos, não são as únicas. Existem muitas e com muitas indicação de tratamento.

Todas trazem um benefício em comum, oferecem uma visão global do paciente. E, com isso, proporcionam muitos benefícios, como o alívio de dores, redução do uso de medicamentos e fármacos e, proporcional o equilíbrio do paciente.

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu